22/10/2014

Açude Itans está com menos de 10% da sua capacidade a Cidade de Caicó está entrando em colapso


Em virtude do leito seco do rio Piranhas, o sistema adutor que abastece a cidade de Caicó está parado. E o abastecimento depende integralmente do açude Itans.

 A Agência Nacional das Águas (ANA) informou que está sendo realizado um trabalho de limpeza nas comportas da barragem de Coremas, o que deve adiar a liberação da água para a região de Jardim de Piranhas, de onde é captada a água para a adutora Manoel Torres de Araújo.

O principal reservatório do município está com oito milhões e 140 mil metros cúbicos de água, o que representa 9,96 % de sua capacidade total.

 Segundo a CAERN, a captação está acontecendo apenas durante o dia e o sistema fica desligado no período noturno. Os bairros são abastecidos obedecendo o rodizio de 48h, mas nas áreas mais afastadas essa prazo pode ser mais longo.




Matéria de Cardoso Silva

Divergências políticas afetam relações pessoais nas Redes sociais


Enquanto a campanha eleitoral atravessa momentos decisivos antes da votação de domingo, simpatizantes dos dois candidatos (Henrique Alves e Robinson Faria) a governador do Rio Grande do Norte e para presidente (Aécio Neves e Dilma Rousseff) se veem desafiados a não deixarem as divergências políticas afetarem as relações pessoais.

Mas…

Pelo que observo, no Rio Grande do Norte, a coisa está pesada. As relações pessoais estão se desgastando. Principalmente, nas redes sociais.

Um conselho: a política passa. Os verdadeiros amigos ficam para sempre.




Matéria de Robson Pires

FOTOGRAFIAS RARAS E REAIS DE ESCRAVOS BRASILEIROS TIRADAS HÁ 150 ANOS

As fotos que você verá abaixo são registros únicos de uma das épocas mais cruéis da história do nosso país e foram tiradas há mais de 150 anos. Quando pesquisamos sobre escravidão, temos acesso a ilustrações, encenações, e, descrições do período na literatura. Porém, hoje você vai poder ver fotografias raras e reais que mostram como os negros eram submetidas à escravidão:


Senhora na liteira (uma espécie de “cadeira portátil”) com dois escravos,Bahia, 1860 (Acervo Instituto Moreira Salles)


Primeira foto do trabalho no interior de uma mina de ouro, 1888, Minas Gerais. (Marc Ferrez_Acervo Instituto Moreira Salles)

Negra com uma criança branca nas costas, Bahia, 1870. (Acervo Instituto Moreira Salles)

Negra com o filho, Salvador, em 1884 (Marc Ferrez_Acervo Instituto Moreira Salles)

Lavagem do ouro, Minas Gerais, 1880. (Foto- Marc Ferrez_Acervo Instituto Moreira Salles)
Foto da Fazenda Quititi, no Rio de Janeiro, 1865. Observe o impressionante contraste entre a criança branca com seu brinquedo e os pequenos escravos descalços e aos farrapos (Georges Leuzinger_Acervo Instituto Moreira Salles)

Escravos na colheita do café, Rio de Janeiro, 1882 (Marc Ferrez_Acervo Instituto Moreira Salles)
Escravos na colheita de café, Vale do Paraíba, 1882 (Marc Ferrez_Colección Gilberto Ferrez_Acervo Instituto Moreira Salles)

Quitandeiras em rua do Rio de Janeiro, 1875 (Marc Ferrez_Acervo Instituto Moreira Salles)
A Glória, vista do Passeio Público, Rio de Janeiro, 1861 (Revert Henrique Klumb_Acervo Instituto Moreira Salles)
Fonte:www.curiosidadesterra.com

ATENÇÃO: Professor Petrucio Ferreira desabafa em seu perfil pessoal.

Segundo ele o Deputado estadual Vivaldo Costa está espalhando o medo e levando a informação a população que se o candidato ao governo do estado Henrique não vencer o Hospital do seridó fechará as portas,segue abaixo o desabafo!



Aos amigos,

Hoje, à noite, ao chegar em uma determinada cidade da região do Seridó para exercer o meu papel enquanto docente, eis que um popular me para e pergunta: Professor, se Henrique perder a eleição o Hospital do Seridó fecha? Eu prontamente disse: Não! Ele disse: Pois, o deputado Vivaldo Costa deu uma entrevista na rádio aqui e disse que se ele perdesse o Hospital fechava. 

Convidei-o a refletir comigo, disse amigo vamos pensar juntos: O senhor ainda acredita em curral eleitoral? Ele disse: Não! Eu falei, pois bem, vejamos: Eu aprendi com os meus poucos anos de estudo que MENTIR é feio, porém, como devo respeito aos mais velhos gostaria de lhe dizer que o Hospital do Seridó é mantido pelos Convênios com planos de Saúde e pelas AIHS (Autorização de Internação Hospitalar) e não é governador que fecha ou abre o Hospital do Seridó, são os procedimentos realizados no hospital que o mantém.

 Diante desta explicação, fico eu me perguntando, em pleno século XXI, querer enganar o povo para se manter na política e fazer do hospital o seu curral eleitoral, é automaticamente chamar o povo de burro? É uma pena, mas, a nossa cidade não se desenvolve enquanto não tivermos coragem de dá um basta nesse velho coronelismo criado por pessoas de políticas públicas que consideram um serviço de direito do povo uma bem feitoria. 

Seja livre, vote em quem você acha que vai fazer algo de bom pela sua cidade, sua região e seu estado. Não vote porque alguém lhe consultou no hospital de A, B OU C, voluntariamente, ele não faria isso. 

Aqui fica a grande pergunta diante de um estado de indignação desse, por que será que não deixaram o hospital ser municipalizado? Será que estavam com medo de perder o reduto eleitoral? Ou não teriam mais ferramentas para chantagear o povo? Fica o registro do meu voto de Repúdio a uma situação constrangedora dessa.




Meteorologistas alertam que baixa umidade do ar faz aumentar a sensação de calor


O período que vai de outubro a dezembro costuma registrar as temperaturas mais elevadas no Rio Grande do Norte. 

Contudo, este ano, meteorologistas alertam para outro fator climático que tem se apresentado: a baixa umidade do ar, que faz com que o desconforto, sobretudo respiratório, seja maior e leve a sensações como de secura na garganta e lábios rachados.

20/10/2014

Conheça o bizarro verme-aveludado, capaz de espirrar um líquido para imobilizar suas presas

A criatura bizarra da semana é o verme-aveludado. 

Bom, os vermes-aveludados, já que existem mais de 100 espécies desse verme, com suas perninhas atarracadas, seus “canhões” que disparam um lodo imobilizador e suas mandíbulas desagradáveis que conseguem atravessar até a casca de artrópodes.

Esse animal, apesar de ser um verme, é tão distante de algo como a minhoca comum que até tem um próprio filo, o Onychophora.

Com um corpo mole que varia de 1,30 a 15 centímetros de comprimento, esses bichos são caçadores implacáveis, para não mencionar excelentes sobreviventes – eles passeiam pela Terra há quase tanto tempo quanto animais terrestres existem.

“Eles evoluíram durante o período Cambriano, aproximadamente 540 milhões de anos atrás, de um grupo marinho chamado de lobopódios”, disse o biólogo Ivo de Sena Oliveira, da Universidade de Leipzig na Alemanha. “Apesar do seu aspecto frágil, vermes-aveludados foram capazes de superar várias mudanças geológicas, climáticas e de vegetação até hoje”.

Ferozes

Essa capacidade de sobrevivência do verme-aveludado não é surpreendente quando se considera as armas que ele tem à sua disposição.

Em ambos os lados da sua cabeça, ficam “canhões” – membros modificados – ligados a um reservatório de lodo feito de proteínas. Em questão de milésimos de segundo, o verme pode disparar esta lama em uma presa até 20 centímetros de distância, como o Homem-Aranha lança sua teia. Quanto mais a vítima luta para libertar-se do lodo, mais presa fica.


Na boca, o animal possui um par de mandíbulas, cada uma com duas lâminas e um grande dente de foice. Essas lâminas se parecem com as garras que possui em cada perna. “A musculatura associada à mandíbula é enorme e complexa e pode ter evoluído para quebrar o exoesqueleto duro de suas presas”, explica Oliveira.

Ou seja, o verme imobiliza seu alvo com o lodo e faz um pequeno furo em seu exoesqueleto usando suas mandíbulas, para em seguida injetar uma saliva digestiva em seu corpo e sugar os tecidos pré-digeridos.

Se comer as presas é fácil, achá-las é mais ainda. Esses bichos são “máquinas sensoriais”. Não só eles têm olhos que provavelmente lhes proporcionam visão monocromática, como também utilizam suas antenas para farejar substâncias químicas e alterações nas correntes de ar.

Além disso, seu corpo inteiro é coberto com papilas dérmicas, que dão ao verme sua textura aveludada. A maioria dessas papilas tem cerdas que complementam as antenas no processamento de correntes de ar. De maneira geral, os cientistas especulam que estes animais têm uma boa percepção do ambiente ao seu redor.

Como todos os tipos de outros invertebrados, os vermes-aveludados têm esqueletos hidrostáticos que apoiam o seu corpo não com osso, mas com fluido pressurizado. Eles não só podem contratar seu corpo para caber em espaços apertados, como, “em uma situação especial, como escapar de alguma coisa, eles podem ‘galopar’”, explica Oliveira.

Isso só é possível porque a pressão hidrostática pode ser eficientemente direcionada para qualquer parte do corpo, utilizando a musculatura desenvolvida.

Amor de pele

Quando se trata de amor, os vermes são bastante criativos – também, pudera, tiveram milhares de anos para testar diferentes posições.
Os machos costumam liberar feromônios, mais ou menos como usar uma colônia, para atrair as fêmeas.
Na maioria das espécies, dois vermes acasalam emparelhando suas aberturas genitais, com o macho transferindo um pacote de esperma chamado de espermatóforo diretamente no corpo da fêmea.

Outras espécies possuem abordagens mais bizarras, no entanto, como algumas variedades australianas que desenvolveram órgãos especializados na cabeça com os quais o macho pode colocar espermatóforos na abertura genital da fêmea.

Segundo Oliveira, machos de alguns vermes-aveludados chilenos ainda podem colocar espermatóforos em todo o corpo da fêmea, que então é capaz de absorvê-los através da pele. Isto é conhecido como inseminação dérmica. 




Policiais federais de todo o Brasil farão greve de 72 horas a partir de quarta-feira



Policiais Federais de todo o país vão fazer greve a partir de quarta-feira.

Inicialmente uma paralisação de 72 horas, que não atingirá o domingo de eleições.
Amanhã à noite, os policiais federais do Rio Grande do Norte farão um ato em frente ao SINPEFRN.

Segundo a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), os agentes, escrivães e papiloscopistas federais se sentem desprestigiados, com salários congelados há seis anos.


A carência do ser humano do futuro.

Desde os primórdios da humanidade, nós seres vivos de todas as espécies temos como padrão inconsciente a necessidade de aproximação e contato entre iguais. Somos relacionados por uma ligação afetiva e de parentescos que nos leva a união de espécies iguais ou parecidas.

Começando com o antigo homem das cavernas até as pessoas da atualidade, todos somos carentes o bastante de procurar por pares da mesma origem, para conviver em união ou somente por ter um relacionamento de sociedade. Assim nasce a vontade de nos entreter e comunicar com nossos semelhantes.

A igualdade entre seres sempre foi e sempre será, algo que está fora do domínio da inteligência e do campo da racionalidade humana. Estamos sempre buscando essa aproximação, mas sem levar em conta alguns detalhes do que estamos encontrando.



É algo do tipo que encontramos sem saber que estávamos procurando, mas guardamos e ficamos com essa situação confortável. Paralelamente no campo da inteligência, isso fica claro pois conforme vamos conhecendo e nos aproximando dessa semelhança, ficamos mais confortáveis e seguros com a situação.

Saltando a história para a atualidade de hoje, dos tempos de smartphones, gadgets, e internet liberada, a situação continua no mesmo ritmo com os nossos semelhantes.

A internet, a partir do surgimento de blogs, bate-papos, e sites de relacionamento, fez explodir um novo modelo de relacionamento, ou um novo modelo de se relacionar com as pessoas de forma “sem contato” onde todos desse ambiente, estavam se encontrando e se conhecendo porém sem se ver no mundo real.

Essa ideia do mundo abstrato de relacionamento, é algo intrigante e curioso, pois o ser humano se mostra capaz de demonstrar evoluído mas sem pensar na essência afetiva da semelhança.

Sistemas de reconhecimento de voz, facial e se casos, faz parte do ambiente abstrato de sentimentos humanos capazes de nos fazer pensar como pode ser a relação da afetividade sem a presença real de outro ser igual a nós.

Para responder a essa situação, a inteligência artificial evoluiu nos últimos anos ao ponto de criarmos sistemas que interagem com seu usuário, fazendo perguntas, propondo situações, e por que não demonstrando sentimentos. Não acredita? Pois é, uma máquina que promete curar a carência humana ou o problema da solidão, ou aquele dia que você se sente fora do aquário.

Sistemas de inteligência artificial trabalha com informações pré-carregadas de acordo com a própria alimentação de dados do seu criador, e a partir de algoritmos que absorvem esses dados e criam novos fatos, é gerado uma base de conhecimento onde o sistema se alimenta e assim entrando em uma ciranda de informação, agregando mais dados, e mais casos. Desta forma, a impressão que temos é que as respostas que buscamos estão intrínsecas nas perguntas que fazemos.

Quando o ser humano seria capaz de imaginar, se relacionando com um sistema que interage de acordo com as nossas próprias informações que damos. E assim criar uma situação confortável de sanar nossas carências afetivas.

Não podemos gerar mais conflitos de relacionamento, discussões com nossos parceiros, problemas do dia a dia que nunca se acabam, pois agora com a inteligência artificial essas situações serão resultados da nossa própria vivência e causa de existência.

Aguardem para uma situação mais distante e não humana de modelo de relação, ou seria a criação de mais um novo modelo de relacionamento: homem x máquina?





Matéria de oartigo.com.br

O que é o ebola, e por que uma epidemia global é muito menos provável do que você imagina

Durante meses, a terrível epidemia de ebola devastou centenas de vidas na África. Ainda assim, ela estava contida em apenas três países. 
No entanto, um americano infectado foi transportado para os EUA, e outra será levada em seguida. É a primeira vez que o país  e o continente americano

 recebem alguém com o vírus. E de propósito! Teve gente com medo, teve gente indignada  mas contrair o vírus é mais difícil do que você imagina.

A febre ebola é bastante letal se você a contrair: nesta epidemia mais recente, 55% dos infectados morreram. E não há cura, apenas vacinas e soros experimentais. Isso pode assustar, mas a chance do ebola se espalhar  seja nos EUA, seja no Brasil é tão incrivelmente baixa que isso é quase uma impossibilidade.

Ainda preocupado? Então vamos dar uma olhada em como o ebola se espalha, e na tecnologia existente para impedir isso.

O que é ebola

A febre hemorrágica ebola é uma doença causada pelo vírus ebola. Ela causa sintomas como febre, dor de cabeça, dores nas articulações, perda de apetite, dificuldade em respirar e inflamação na garganta. Nos estágios avançados, é comum haver diarreia, vômitos e sangramentos internos.

A doença apareceu pela primeira vez em 1976, no Sudão e no atual Congo, em uma vila próxima ao rio Ebola  daí seu nome. Acredita-se que o vírus foi transmitido à população humana por morcegos-da-fruta, após contato direto de pessoas com o sangue, secreções ou órgãos de animais infectados.

Como o vírus ebola é transmitido

Ao contrário do vírus da gripe, o ebola não sobrevive bem fora do corpo. Ele só pode se espalhar através do contato direto com fluidos corporais, geralmente sangue ou fezes – algo que a maioria das pessoas tende a evitar. O ebola também não é contagioso durante o período de incubação, que dura 21 dias. Ou seja, você só pode pegar o vírus de pessoas que já aparentam estar doentes. Sim, os sintomas são vagos e semelhantes à gripe, mas enquanto você evitar o tipo errado de contato com alguém que esteja visivelmente doente, não haverá problemas.

Como o ebola só pode ser transmitido dessa forma, as pessoas com maior risco de contrair a doença são funcionários de hospital e os familiares de pacientes. De fato, vários médicos e enfermeiros na África ficaram doentes após cuidarem de pacientes de ebola. (Profissionais de saúde na região vêm abandonando postos de trabalho por medo da doença.) Mas os EUA têm instalações e equipamentos avançados para proteger os funcionários, então levar dois pacientes representa um risco mínimo.

Por que aconteceu uma nova epidemia na África

A OMS (Organização Mundial da Saúde) afirma que, desde fevereiro, o ebola já matou 729 pessoas na África e infectou outras 1.323, especialmente em Guiné, Libéria e Serra Leoa. A doença nunca matou tantas pessoas antes, e acredita-se que práticas sociais e culturais estão ajudando a propagar o vírus.

Em geral, as pessoas infectadas se recusam a procurar ajuda médica para o ebola  os hospitais não têm funcionários o bastante para cuidar dos pacientes  e preferem recorrer a curandeiros. Quando chegam ao hospital, os pacientes geralmente já estão em estágio avançado da doença  na qual a taxa de mortalidade chega a 90%  e raramente saem vivos, aumentando a desconfiança quanto ao tratamento.

Pior: a tradição para sepultar os mortos nessas comunidades envolve tocar no defunto ou banhá-lo, ajudando a doença a se propagar. Médicos recomendam que os familiares não cuidem da pessoa infectada, e não sigam essa tradição caso ela venha a falecer, mas os habitantes não confiam neles. Na verdade, algumas comunidades acreditam que a doença é transmitida pelos médicos que chegam à região para ajudar.

O que está sendo feito para conter a epidemia

Como explica o New York Times, “a única maneira de conter o surto é isolar cada paciente infectado, rastrear todos os seus contatos, isolar os que ficarem doentes e repetir o processo até que, finalmente, não haja mais casos”.

A Libéria fechou a maior parte das suas fronteiras por terra, e diz que testará todos os passageiros do aeroporto internacional de Monróvia por sinais da doença. O país também fechou as escolas, colocou os funcionários públicos não-essenciais em licença compulsória de 30 dias e pediu o envio de forças de segurança para combater o surto.

Serra Leoa, por sua vez, decretou estado de emergência: prometeu colocar os epicentros da doença em quarentena, e vai revistar casas para encontrar pessoas infectadas. Libéria, Serra Leoa e Guiné fecharam o acesso a suas fronteiras em comum  são países vizinhos.

A Nigéria só teve uma fatalidade (um americano que trabalhava na Libéria), mas também está se prevenindo: vai analisar passageiros vindos dos países sofrendo com a epidemia. As companhias aéreas Asky e Arik Air suspenderam os voos de e para Serra Leoa e Libéria, enquanto a Emirates suspendeu seus voos para a Guiné.

Entidades internacionais também vão ajudar. A OMS anunciou um plano de US$ 100 milhões para levar mais médicos e suprimentos à região afetada. Os EUA vão enviar pelo menos 50 especialistas em saúde pública para a região.

Como transportar um paciente com ebola

Na semana passada, um avião fretado do CDC Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA  voou com destino à Libéria, onde ele foi buscar os americanos. Este não é um jato comum: o Gulfstream III está equipado com um Sistema Aeromédico de Contenção Biológica, uma tenda que isola o paciente do resto da tripulação de voo. Ele é assim:


O jato consegue viajar dos EUA até a África em apenas 12 horas com uma equipe médica grande para cuidar do paciente. A tenda tem pressão negativa para evitar que patógenos invadam a cabine. É um dos meios de transporte mais seguros para doenças tão preocupantes como o ebola. (Nossos amigos do Jalopnik fizeram uma análise em profundidade do avião.)

Como isolar o paciente no hospital

O Dr. Kent Brantly foi o primeiro paciente com ebola a chegar aos EUA: neste sábado, ele foi transferido para o Hospital da Universidade Emory, em Atlanta. (O CDC também está sediado em Atlanta.) Nesta terça-feira, a missionária Nancy Writebol – também infectada – será levada ao país.

De acordo com o Wall Street Journal, Emory tem uma das quatro unidades de isolamento em os EUA especialmente equipadas para lidar com pacientes de alto risco. A unidade também é separada do restante do hospital, para minimizar o alastramento da doença.

Vale lembrar novamente que o ebola é transmitido através de fluidos corporais, e não pelo ar. Por isso, os funcionários de saúde não precisam usar trajes hazmat, aqueles feitos para proteger contra materiais perigosos. Eles devem, no entanto, usar um traje impermeável, máscara, óculos protetores e luvas. Após o uso, esse material é queimado.

A unidade de isolamento em Emory também previne que organismos patogênicos se espalhem pelo ar: ela usa pressão negativa para impedir que o vírus escape. O local já foi usado para tratar a SARS e, nos EUA, zero pessoas morreram por causa do vírus.
E no Brasil?
Levar pacientes com ebola aos EUA é um processo controlado e contido. Mas será que alguém poderia levar o ebola para outros países sem saber? E se isso acontecer, o que fazer?
A infectologista Otília Lupi diz ao Fantástico, da Rede Globo, que “tem uma chance grande da gente ter casos” no Brasil, mas descarta uma epidemia: “a gente não precisa ficar tão assustado assim”.

Médicos da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio, dizem que nossa rede de prevenção e contenção de epidemias está entre as melhores do mundo. Lupi diz que “a gente tem uma estrutura que é capaz de vencer esse desafio”, e lembra mais uma vez: o vírus requer contato físico para se propagar  o contágio não acontece pelo ar.

Na África, sem uma infraestrutura adequada, a situação é realmente assustadora. O continente não consegue lidar sozinho com a epidemia, e o estigma contra funcionários de saúde dificulta ainda mais o tratamento de pacientes. Será necessário um esforço contínuo para conter o ebola mais uma vez.




Fonte(s): Time, CBS News, Gizmodo

Foto de Padre Marcelo bastante magro causa polêmica e preocupa fãs


último final de semana, aconteceu a festa do Círio de Nazaré, em Belém do Pará. E uma foto que está circulando pela internet vem causando preocupações nos fãs do padre Marcelo Rossi, por conta de sua magreza.

Já nesta sexta-feira (17), no programa “A Tarde é Sua”, da RedeTV!, Sônia Abrão falou sobre a depressão que ele sofre e os quilos que perdeu ao longo dos últimos anos. As imagens também foram publicadas na página oficial do evento em uma rede social.
Padre Marcelo no Círio de Nazaré 2014
Ele emagreceu em 3 anos, mais ou menos, de 35 a 40kg. Todos sabem, ele mesmo já falou, que ele sofre de depressão, mas mesmo assim, ele é forte e continua fazendo suas obrigações. Com sua fé ele vai adiante, cumpre sua agenda de fé e está prestes a lançar mais um DVD”, falou a apresentadora, tentando tranquilizar os fãs do padre Marcelo.

No final do ano passado, ele concedeu entrevista exclusiva ao “Fantástico”, onde relatou já ter sofrido de anorexia, ter feito dietas malucas e seu quadro de depressão.

“Era só alface e hambúrguer. Imagina seis meses fazendo isso. Eu sou um desses loucos que caiu nessas dietas malucas. Infelizmente exagerei. As pessoas falavam que estava muito magro, e eu não acreditava”, disse à atração.



Na Telinha

Caso Varginha - Militar reformado faz novas revelações

Em 08 de abril de 2014, publiquei aqui, uma matéria onde o ufólogo Arthur Sérgio Neto fez novas revelações sobre o Caso Varginha em uma palestra. Ele entrevistou uma testemunha militar do caso Varginha, segundo a testemunha, havia dois seres vivos em cativeiro, comendo folhas de eucalipto para sobreviverem. O depoente foi parceiro militar de Marco Eli Chereze, militar falecido por infecção generalizada após ter contato com um dos seres.

Porém muita gente reclamou, e com razão, da qualidade o vídeo, principalmente do áudio que estava realmente péssimo. Então, atendendo a pedidos, legendei o vídeo nas partes que são difíceis de se entender, pois o vídeo é uma gravação de uma gravação.

Agora é possível entender mais tranquilamente tudo o que a testemunha militar fala.



Matéria www.etseetc.com

Serial Killer que assassinou 39 pessoas em Goiânia perguntou se podia matar outros presos

Vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, apontado como o autor de 39 mortes em Goiânia

O vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, apontado como o autor de 39 mortes em Goiânia, disse aos policiais na madrugada desta segunda-feira (20) que “está com vontade de matar”, segundo revelou o delegado Eduardo Prado. O jovem segue preso, sozinho, em uma cela da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc).

“Ele perguntou para os agentes que se matar algum indivíduo dentro do presídio se ele responderá criminalmente por isso. Muito estranha a atitude e as conversas desconexas que ele vem falando”, diz Prado.

Durante a madrugada, Tiago leu 40 revistas, fato que chamou a atenção da polícia. “Outra coisa curiosa é que ele lê de trás para frente de forma rápida, como se fosse dinâmica, lendo de forma alta”, pontua o delegado. Prado disse ainda que o motociclista pediu bebida alcoólica na cela, mas que não foi atendido.

Conforme o delegado, Tiago precisa de ser monitorado a todo momento. “A nossa preocupação é com a observação constante dele na cela. Ele não tem amor próprio, já tentou suicídio. Constantemente, quando eu estou na sala, ele pede para levar fio dental para ele. Na Hora que pergunta se é para suicidar ele dá uma risada sarcástica”, relata Prado.

O delegado alerta que, quando o suspeito for encaminhado a uma penitenciária, ele precisará de atenção redobrada. “Com certeza, quando encaminharmos ao presídio, a direção do sistema prisional irá ficar atenta a essa situação para ter um controle mais metódico da situação em relação a esse indivíduo, que é realmente de alta periculosidade”, afirmou.

Ainda não há previsão da transferência do vigilante, segundo a polícia.




G1

17/10/2014

Estudo científico encontra primeira prova de que existe vida depois da morte


O ser humano é dotado de uma inteligência que lhe permitiu grandes progressos ao longo de sua história, mas também lhe deu a consciência de sua própria mortalidade seu fim inexorável, aonde suas invenções e avanços não podem chegar.

 Pelo menos, foi nisso em que se acreditou até o momento. No entanto, um ambicioso estudo científico realizado por pesquisadores da Universidade de Southampton encontrou a primeira prova de que existe vida depois da morte. 

Essa descoberta, que fala sobre um suposto estado de consciência, após cessarem as funções do cérebro, pode começar a mudar todas as certezas que tínhamos sobre a misteriosa passagem da vida para a morte.

Um dos testemunhos mais impactantes foi o de um homem de 57 anos, que descreveu ter visto os médicos que o reanimavam de fora do seu corpo 

A pesquisa foi baseada em dois mil casos de pessoas que sofreram paradas cardíacas, e observou que 40% dos que sobreviveram relataram ter experimentado alguma consciência entre o momento de sua morte clínica e o reinício do funcionamento do coração.

 Um dos testemunhos mais impactantes foi o de um homem de 57 anos, que descreveu ter visto os médicos que o reanimavam de fora do seu corpo e certos detalhes do depoimento foram confirmados pelos profissionais que o atenderam enquanto ele estava clinicamente morto. Neste e em muitos outros casos ocorreu o fato surpreendente de a consciência ter se mantido por, no mínimo, três minutos depois de o coração parar, enquanto o cérebro costuma morrer após 20 ou 30 segundos.

O diretor de pesquisa, Sam Parnia, explicou que muitas outras pessoas podem ter sido testemunhas diretas desse fato, porém, por mais estranho que pareça, o teriam atribuído a uma ilusão. Esse estudo abre caminho para futuras investigações, que poderão dar novas revelações sobre a transição da vida para a morte.




Matéria de History

Estreia hoje Circo do Palhaço Fuxiquinho no Bairro Boa Passagem em Caicó


Estreia Hoje (18), em Caicó ás 21:00 min, o circo do Palhaço Fuxiquinho, que está localizado na Avenida Rui Mariz, ao lado da Mototec Honda, no bairro Boa Passagem.

O Circo estreia em Caicó, com uma mega estrutura e grandes atrações para o público Caicoense, entre eles estão, o menino cobra que esteve recentemente no programa Astros do SBT, Emily Campelo a garotinha do Bambolê que também esteve se apresentando no programa Astros do SBT e no Domingão do Faustão da rede GLOBO recentemente, inclusive vencendo o quadro se vira nos trinta e ganhando um prêmio de 25 mil reais, além de trapezistas, lindas Bailarinas e claro eles, os Palhaços, Fuxiquinho, Rolinha e Relâmpinho.


Lembrando que para divulgar sua Empresa em nossos Espetáculos basta entrar em contato pelo telefone (084) 9829-8985 ou 9161-6403 - Falar com Emanuel Silva.


TJMG confirma: Aécio Neves é réu e será julgado por desvio de R$4,3 bilhões da saúde


Desembargadores negaram recurso da defesa de Aécio Neves e mantiveram ação por improbidade administrativa 
(Foto: Governo de Minas Gerais / Leo Drumond / Flickr)

Governador de Minas Gerais é acusado de não cumprir o piso constitucional do financiamento do SUS entre 2003 e 2008.

Por três votos a zero, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) decidiu que o senador Aécio Neves continua réu em ação civil por improbidade administrativa movida contra ele pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Aécio é investigado pelo desvio de R$ 4,3 bilhões da área da saúde em Minas e pelo não cumprimento do piso constitucional do financiamento do sistema público de saúde no período de 2003 a 2008, período em que ele foi governador do estado. O julgamento deverá acontecer ainda esse ano. Se culpado, o senador ficará inelegível.

Desde 2003, a bancada estadual do PT denuncia essa fraude e a falta de compromisso do governo de Minas com a saúde no estado. Conseqüência disso é o caos instaurado no sistema público de saúde, situação essa que tem se agravado com a atual e grave epidemia de dengue.

Recurso

Os desembargadores Bitencourt Marcondes, Alyrio Ramos e Edgard Penna Amorim negaram o provimento ao recurso solicitado por Aécio Neves para a extinção da ação por entenderem ser legítima a ação de improbidade diante da não aplicação do mínimo constitucional de 12% da receita do Estado na área da Saúde. Segundo eles, a atitude do ex-governador atenta aos princípios da administração pública já que “a conduta esperada do agente público é oposta, no sentido de cumprir norma constitucional que visa à melhoria dos serviços de saúde universais e gratuitos, como forma de inclusão social, erradicação e prevenção de doenças”.

A alegação do réu (Aécio) é a de não ter havido qualquer transferência de recursos do estado à COPASA para investimentos em saneamento básico, já que esse teria sido originado de recursos próprios. Os fatos apurados demonstram, no entanto, a utilização de valores provenientes de tarifas da COPASA para serem contabilizados como investimento em saúde pública, em uma clara manobra para garantir o mínimo constitucional de 12%. A pergunta é: qual foi a destinação dada aos R$4,3 bilhões então?






Fonte: Blog do primo

ATLETA TANGARAENSE BUSCA MAIS UM TÍTULO BRASILEIRO

 (Pâmela)
A jovem carateca tangaraense campeã brasileira, Pâmela Thays (foto) que representa o município de Tangará e o estado do RN em competições nacional e sulamericana, está em Brasília-DF, levando o nome da Academia Agapto na fase final do Campeonato Brasileiro de Karatê. A competição que terá início nesta sexta-feira (17), sendo concluída no domingo (19), é de caráter oficial e vale pontos para o ranking e para a integração do quadro da seleção brasileira.





Blog SEI Tangará via Sítio Novo

14/10/2014

Novo vírus faz caixas eletrônicos ejetarem dinheiro

Nesta semana, a empresa de segurança Kaspersky e a Interpol (Política Internacional) detectaram um novo malware que permite ejetar dinheiro em caixas eletrônicos. O vírus conhecido como "Tyupkin" permite que criminosos, através da geração códigos que se modificam de forma aleatória, descubram quanto dinheiro há no caixa e saquem até 40 notas de uma só vez. 


Para não chamar atenção o malware funciona somente nas noites de domingo e segunda-feira. Até o exato momento, estima-se que mais de 50 caixas foram afetados no Leste Europeu, além de segundo relatos possíveis países como Estados Unidos, China e Índia também já estariam infectados. 

Em um vídeo obtido através de câmeras de segurança de um caixa eletrônico é possível perceber como o golpe é aplicado, de maneira tão rápida e ágil, em apenas duas etapas sem a inserção de nenhum tipo de cartão eletrônico os criminosos conseguem o que querem.

Num caixa eletrônico aparentemente qualquer, o criminoso insere um CD de boot para instalar o malware. Logo apos, ele reinicia o sistema para a máquina, já infectada, ficar sobre seu controle.

O Tyupkin permite ao criminoso gerar códigos que vão mudando rotativamente, para que ele então possa repassar o algoritmo aos seus parceiros. Depois repassa por meio de ligação telefônica o tal código para os parceiros que tem acesso as informação e retiram o dinheiro. 

Confira abaixo um vídeo demonstrando o malware:





Matéria de www.interamais.com.br

5 criaturas mega sinistras que você provavelmente nunca ouviu falar

A natureza é algo realmente formidável e que faz prevalecer o velho ditado de que as aparências podem enganar. Muitas vezes, animais de pequeno porte e aparência frágil podem ter venenos extremamente poderosos e capazes de matar uma pessoa. Em contrapartida, existem espécies corpulentas e com grande acúmulo de massa muscular, mas que, geralmente, são dóceis.


Nesta matéria, você vai conhecer uma lista criada pelos sites Mega Curioso e Live Science que traz alguns dos animais mais mal-encarados e assustadores do mundo, mas que representam pouca ou nenhuma ameaça aos seres humanos.

1. Lampreia


A lampreia é o nome usado popularmente a várias espécies de peixe originárias de águas doces. Pertencentes à família Petromyzontidae e à ordem dos Petromyzontiformes, elas amedrontam pelo fato de possuírem bocas com o formato de ventosas recheadas de linhas circulares de “dentes”.

Apesar de assustadora, a lampreia oferece um “risco muito pequeno para as pessoas”, é o que afirma Joseph Zydlewski, pesquisador do Serviço Geológico dos Estados Unidos. “A lampreia precisaria permanecer um bom tempo anexada ao nosso corpo para poder perfurar a pele e se alimentar  e nós temos mãos. Jamais deixaríamos uma lampreia grudada tempo suficiente para isso”, complementa o estudioso.

2. Aranha chicote


A aranha chicote na verdade não é uma aranha. O amblipígio, seu nome “formal”, é um aracnídeo que faz parte da mesma classe das aranhas, escorpiões e carrapatos. Seus olhos pequenos, pernas finas e corpo bulboso proporcionam uma aparência um tanto quanto asquerosa, mas ela é totalmente inofensiva.

3. Morcego orelhudo de Townsend


Corynorhinus townsendii, popularmente conhecido como “morcego orelhudo de Townsend”, é uma espécie comumente encontrado na América do Norte (México, Estados Unidos da América e Canadá). Embora tenham essa cara feiosa e façam umas caretas amedrontadoras, “esses morcegos nunca atacariam uma pessoa, não há nenhuma razão para eles fazerem isso”, assegura Micaela Jemison, ecologista e dona de um blog chamado The Inverted Perspective.

“Eles só chegariam perto de seres humanos caso estivessem caçando os insetos que, por exemplo, estariam em torno de luzes de lanternas ou câmeras. Os morcegos fazem um grande serviço no controle de insetos, como mosquitos e pragas agrícolas. Eles são uma parte importante do nosso meio ambiente”, adiciona ela.

4. Tubarão-duende


É inegável que seus 5 metros de comprimento, o longo nariz em forma de faca e os maxilares salientes repletos de dentes no formato de agulha dão ao Mitsukurina owstoni uma aparência horrenda. Porém, segundo Chip Cotton, ecologista de pesca da Universidade Estadual da Flórida, a probabilidade de um tubarão-duende atacar um humano é baixíssima.

“Eles vivem no fundo do oceano, mais de 200 metros de profundidade, onde encontrar uma pessoa é bastante difícil”, menciona o estudioso. E vários outros registros, feitos nos oceanos Pacífico, Índico e Atlântico, indicam que essa espécie costuma ir ainda mais fundo: cerca de 1.200 metros.

O tubarão-duende é tido como um dos mais antigos tubarões existentes no mundo, se alimentando basicamente de lulas, camarões, polvos e outros moluscos.

Exemplares dessa espécie já foram encontrados no Brasil. O ocorrido mais recente é datado de 22 de setembro de 2011, quando um barco de pesquisa acabou capturando o animal a 400 metros de profundidade na costa do Rio Grande do Sul. O animal foi levado para o Museu Oceanográfico da Fundação Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

5. Caranguejo-dos-coqueiros


É impossível ao menos não ficar receoso na presença de um caranguejo-dos-coqueiros, animal muito comum em ilhas tropicais dos oceanos Índico e Pacífico que se alimenta de vegetais, incluindo cocos. Ele é o maior artrópode terrestre do mundo, podendo chegar a um metro de comprimento de ponta a ponta de uma perna a outra e pesar mais de 4 KG.

Apesar de todo esse tamanho, Jakob Krieger, pesquisador da Universidade de Greifswald, garante que “eles não são agressivos” e que são “criaturas comparáveis aos jabutis de tão lentos”. Outra peculiaridade dessa espécie é sua longevidade: um caranguejo-dos-coqueiros pode viver cerca de 100 anos.

A única precaução em relação a esse animal é evitar contato, afinal de contas suas grandes garras possuem força suficiente para abrir cocos  e você pode imaginar o estrago que elas fariam em uma mão ou dedo. Portanto, se você encontrar um desse crustácio, não tente tocá-lo ou segurá-lo.

Wow!! Mesmo sabendo que todos são inofensivos, é melhor manter uma certa distância deles Sério, nunca tinha ouvido falar desse carangueijo! Pode chegar a 1 metro!!! E para você leitor, qual foi o que mais te surpreendeu?? Compartilhe a sua opinião conosco abaixo nos comentários.





Fonte: Mega Curioso