25/10/2014

Pela segunda vez nas eleições do RN, IBOPE não divulgada pesquisa em sua data programada

Até agora não existe nenhuma explicação oficial do porquê da pesquisa Ibope para o governo do RN, programada para ser divulgada hoje (24) durante o telejornal RNTV 2ª Edição, terá sua publicidade apenas amanhã.


A pesquisa foi registrada no protocolo RN-00046/2014, no dia 19 de outubro, e contado os 5 dias para divulgação hoje, 24 de outubro, seria a data precisa.

O instituto IBOPE foi contratado pela TELEVISÃO CABUGI LTDA (empresa com sede na Cidade de Natal e Estado do Rio Grande do Norte, no endereço Avenida Raimundo Chaves, 2.193, CEP 59.064-390, Lagoa Nova, inscrita no CNPJ sob o nº 10.704.625/0001-98) e custou R$ 50.327,76

A pesquisa terminou hoje a coleta de dados, com um total de 812 entrevistados.

No primeiro turno, após a morte trágica de Eduardo Campos, o IBOPE decidiu não divulgar os dados da pesquisa IBOPE contratada pela Rádio 96 FM, alegando o falecimento do presidenciável, mesmo assim não deixaram de ser divulgadas as pesquisas em outros Estados do país.

Neste semana, a Pesquisa Certus também falhou com sua divulgação, cancelando uma pesquisa e contratando outra. O que está acontecendo com os institutos de pesquisas?


Polícia Militar de Caraúbas apreende fuzil calibre 7.62 transportado em uma Van


Uma operação da polícia Militar de Caraúbas,na região Oeste do Rio Grande do Norte,com apoio do Grupo Tático Operacional-GTO de Assu, desencadeada no final da tarde desta quinta feira 23 de outubro,culminou com a detenção de um homem que transportava uma arma de fogo de uso restrito.

Segundo informações da Polícia Militar,Rui Orestes Mariz do Nascimento viajava em uma Van procedente de Assu,com destino a Caraúbas e na bagagem um Fuzil calibre 7.62 de uso restrito das Forças Armadas. 

A abordagem foi feita na RN 233 no trevo que dar acesso a Caraúbas. O mesmo foi conduzido a Delegacia de Polícia Civil de Patú para procedimentos na forma da lei.





Fonte: 190 RN

União deixou de investir R$ 21 bilhões em segurança pública em 13 anos


A segurança pública ganhou os debates eleitorais da corrida presidencial, o que ocasionou troca de acusações entre os candidatos que formam o segundo turno. 

Os dados, no entanto, são claros. Entre 2001 e 2013, as seis unidades orçamentárias que possuem relação direta com segurança pública deixaram de desembolsar R$ 21 bilhões para iniciativas do setor. O nível de recursos autorizados para segurança pública no período somou R$ 137,9 bilhões. No entanto, os desembolsos efetivamente realizados foram de R$ 116,9 bilhões.

Os valores utilizados pelo Contas Abertas foram atualizados pelo IGP-DI, da Fundação Getúlio Vargas. Em termos de investimentos, a situação não foi diferente. Cerca de R$ 10,4 bilhões deixaram de ser aplicados em obras e compra de equipamentos de segurança pública nos últimos 13 anos. Dos R$ 23,4 bilhões autorizados em orçamento no período, apenas R$ 13 bilhões foram executados.

Em 2014, o ritmo de execução não deve mudar. Até o momento, R$ 3,7 bilhões do orçamento geral das unidades não tiveram destino. Já nos investimentos, R$ 888,1 milhões ainda não foram aplicados este ano. O levantamento do Contas Abertas levou em conta a Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) , o Fundo de Aparelhamento da PF e o Ministério da Justiça (MJ).


Robinson ganha mais um direito de resposta no rádio

A propaganda eleitoral gratuita continua neste sábado (25) com inserções no rádio. No Rio Grande do Norte, o candidato a governo Robinson Faria (PSD) ganhou mais um direito de resposta que será veiculado no programa de rádio, no turno vespertino, pelo tempo de 1 minuto e 55 segundos.


De acordo com a decisão da Justiça Eleitoral, as afirmações da propaganda da coligação União pela Mudança, do Henrique Alves (PMDB) são “inverídicas, difamatória e injuriosas”. O argumento é que a propaganda usa inverdade e tenta induzir o eleitor ao erro quando relaciona um suposto beneficiamento do candidato Robinson ao programa federal Minha Casa, Minha Vida.


Excelentes motivos para beber Whisky

Quando penso em whisky (também conhecido como whiskey), várias imagens diferentes vêm à mente. Cowboys em filmes antigos de faroeste, ingerindo a bebida antes de iniciar um tiroteio; bares clandestinos da época da Lei Seca de Chicago para Nova York; ou mesmo aquele destilado com líquido de coloração marrom-acobreado que acompanha um homem em uma mesa de bar.

É inevitável não associar o destilado feito pelo mostro de grãos como uma bebida masculina. Não é para menos, aquele aroma irresistível de whisky, com alto teor alcoólico e notas amaderadas, combina perfeitamente com o nosso paladar.

E se você descobrisse que a bebida pode ser muito benéfica a sua saúde? Pois saiba que o consumo moderado (80 ml por dia) além de não deixá-lo bêbado, pode te ajudar a perder peso, controlar a diabetes, aumentar o bom colesterol, fortalecer o sistema imunológico, entre outras funções.

Quer descobrir 13 excelentes motivos para beber whisky? 

Confira as razões abaixo!

1- É uma bebida relaxante

Chegou estressando em casa? A dica é tomar uma dose do destilado. Além de reconfortante, relaxa e faz você desligar dos problemas. Além de não dar dor de cabeça ou ressaca no dia seguinte (no caso da compra de um bom whisky)

2- Bom custo-benefício

Uma boa cerveja custa, em média, R$ 20. Um bom whisky, R$ 120. A diferença é que uma cerveja depois de aberta deve ser consumida toda ou estraga. O whisky, você consome uma dose e guarda o resto para a próxima vez. Uma garrafa pode durar 10 doses, ou seja, dez dias de consumo por R$120. Já a breja custaria R$ 200 os mesmos 10 dias.

3- Economiza o seu dinheiro

Quando você vai ao bar e não tem dinheiro, acha que a cerveja é a bebida mais barata. Ledo engano! Apesar da garrafa sair mais em conta, você estará consumindo 4,5% de teor alcoólico por 600 ml e ainda dividindo com seus amigos. Uma dose de whisky você vai pagar o dobro pela garrafa de breja, mas ele proporciona 40% de teor alcoólico e você dificilmente vai compartilhar com outras pessoas.

Além do que, com um copo de whisky você não precisa tomar rápido e extremamente gelado, consumindo o destilado por muito mais tempo, diferente da cerveja


4- Pode ser um grande investimento

Além de não se deteriorar com o tempo, colecionar whisky pode ser um grande investimento. Algumas garrafas raras ficam cada vez mais caras com o passar do ano. Uma boa escolha e paciência, pode render bons frutos financeiros no futuro.

5- Ajuda a perder peso
Muitas pessoas associam a bebida com o desenvolvimento de uma barriga de cerveja ou a perda de tônus muscular devido ao consumo excessivo de álcool. É verdade. Mas, bebendo com moderação ele pode até te ajudar a perder peso. Ele tem 0% de gordura e apenas 100 calorias (a dose), abaixo da cerveja (120 calorias) cachaça (140) e vodka (108). Além disso, os açúcares da bebida são simples que rapidamente são usadas como energia para o corpo.

6- Combate gripes e resfriados

Alguns estudos têm defendido a capacidade do whisky impulsionar o sistema imunológico. O álcool tem um papel tradicional na prevenção da doença e melhorar a função do sistema imunológico, mas provas concretas nunca estiveram a mão. Agora, vemos que os antioxidantes e níveis de traços de vitaminas do whisky pode estimular o sistema imunológico, ajudando assim a combater resfriados normais e gripes.

7- Serve também contra infecção

Todos esses filmes antigos onde homens derramavam whisky em uma ferida para a desinfecção não é só ficção! Por sua pureza e alta concentração alcoólica, você pode derramar whisky em uma ferida fresca para se certificar de que ela não infeccione.


8- Controla a diabetes

O whisky tem sido consistentemente apontado para reduzir as chances de diabetes, às vezes em até 30-40%. Uma quantidade moderada da bebida pode melhorar significativamente a capacidade do corpo de regular os níveis de insulina e glicose, diminuindo assim a possibilidade de desenvolver diabetes.

9- Diminui a demência

Estudos têm demonstrado que o whisky pode aumentar com sucesso o seu desempenho cognitivo e reduzir suas chances de desenvolver demência e doença de Alzheimer. Embora os estudos estão em andamento e há um pouco de controvérsia sobre o álcool como um método de tratamento/prevenção, não há como negar que o ácido elágico é extremamente poderoso em termos de combate contra os radicais livres no organismo.

Estes radicais livres são frequentemente associados com a interrupção de vias neurais e contribuindo para o lento declínio em direção a demência. A bebida pode reduzir esse declínio mental e melhorar a nossa qualidade de vida à medida que envelhecemos.

10- Contribui com a saúde do coração

Uma série de estudos têm mostrado que o whisky pode ser um bom remédio para proteger a saúde do coração. Como nossos corpos envelhecem, os nossos sistemas se tornam mais frágeis, resultando em funcionamento menos eficiente de vários sistemas de órgãos, e fraqueza do nosso sistema cardiovascular.

No entanto, um estudo revelou recentemente que aqueles que consomem uma quantidade moderada de whisky tem quase 50% de chance menor de sofrer um derrame ou ataque cardíaco, o que é uma notícia excepcional para aqueles em risco de problemas cardiovasculares.


11- Diminui is coágulos de sangue

O whisky tem mostrado significante para evitar a coagulação do sangue. A coagulação do sangue é importante quando você está ferido para você parar de perder sangue, mas, internamente, os coágulos de sangue podem obstruir seus vasos sanguíneos ou artérias, que pode ser desastroso. A aterosclerose, que geralmente ocorre devido a um grande acúmulo de colesterol, pode combinar com coágulos de sangue para resultar em trombose, ataques cardíacos, acidentes vasculares cerebrais e morte. O whisky deixa o sangue mais fino, reduzindo significativamente as suas chances de excesso de coagulação.

12- Aumenta o bom colesterol

Ele também aumenta a quantidade de colesterol “bom”, o que neutraliza os efeitos do “mau” colesterol, protegendo ainda mais o seu coração.

13- Previne contra o câncer e outras doenças

O câncer é uma das doenças mais devastadoras e globalmente relevantes conhecidas pelo homem. Há novos sistemas anticâncer e modismos o tempo todo, mas muitos deles são apenas isso, modas populares, com muito pouca informação medicinal para apoiá-la. No entanto, o whisky tem um nível extremamente elevado de ácido elágico, um dos mais poderosos compostos antioxidantes que podemos consumir.

Um antioxidante é um composto que neutraliza radicais livres, os subprodutos nocivos do metabolismo celular, que causam uma grande variedade de doenças, incluindo o cancro, doenças do coração, doença de Alzheimer, e o envelhecimento prematuro. Este poderoso antioxidante faz whisky uma medida preventiva muito eficaz contra o câncer





Matéria de Robson Pires

22/10/2014

Açude Itans está com menos de 10% da sua capacidade a Cidade de Caicó está entrando em colapso


Em virtude do leito seco do rio Piranhas, o sistema adutor que abastece a cidade de Caicó está parado. E o abastecimento depende integralmente do açude Itans.

 A Agência Nacional das Águas (ANA) informou que está sendo realizado um trabalho de limpeza nas comportas da barragem de Coremas, o que deve adiar a liberação da água para a região de Jardim de Piranhas, de onde é captada a água para a adutora Manoel Torres de Araújo.

O principal reservatório do município está com oito milhões e 140 mil metros cúbicos de água, o que representa 9,96 % de sua capacidade total.

 Segundo a CAERN, a captação está acontecendo apenas durante o dia e o sistema fica desligado no período noturno. Os bairros são abastecidos obedecendo o rodizio de 48h, mas nas áreas mais afastadas essa prazo pode ser mais longo.




Matéria de Cardoso Silva

Divergências políticas afetam relações pessoais nas Redes sociais


Enquanto a campanha eleitoral atravessa momentos decisivos antes da votação de domingo, simpatizantes dos dois candidatos (Henrique Alves e Robinson Faria) a governador do Rio Grande do Norte e para presidente (Aécio Neves e Dilma Rousseff) se veem desafiados a não deixarem as divergências políticas afetarem as relações pessoais.

Mas…

Pelo que observo, no Rio Grande do Norte, a coisa está pesada. As relações pessoais estão se desgastando. Principalmente, nas redes sociais.

Um conselho: a política passa. Os verdadeiros amigos ficam para sempre.




Matéria de Robson Pires

FOTOGRAFIAS RARAS E REAIS DE ESCRAVOS BRASILEIROS TIRADAS HÁ 150 ANOS

As fotos que você verá abaixo são registros únicos de uma das épocas mais cruéis da história do nosso país e foram tiradas há mais de 150 anos. Quando pesquisamos sobre escravidão, temos acesso a ilustrações, encenações, e, descrições do período na literatura. Porém, hoje você vai poder ver fotografias raras e reais que mostram como os negros eram submetidas à escravidão:


Senhora na liteira (uma espécie de “cadeira portátil”) com dois escravos,Bahia, 1860 (Acervo Instituto Moreira Salles)


Primeira foto do trabalho no interior de uma mina de ouro, 1888, Minas Gerais. (Marc Ferrez_Acervo Instituto Moreira Salles)

Negra com uma criança branca nas costas, Bahia, 1870. (Acervo Instituto Moreira Salles)

Negra com o filho, Salvador, em 1884 (Marc Ferrez_Acervo Instituto Moreira Salles)

Lavagem do ouro, Minas Gerais, 1880. (Foto- Marc Ferrez_Acervo Instituto Moreira Salles)
Foto da Fazenda Quititi, no Rio de Janeiro, 1865. Observe o impressionante contraste entre a criança branca com seu brinquedo e os pequenos escravos descalços e aos farrapos (Georges Leuzinger_Acervo Instituto Moreira Salles)

Escravos na colheita do café, Rio de Janeiro, 1882 (Marc Ferrez_Acervo Instituto Moreira Salles)
Escravos na colheita de café, Vale do Paraíba, 1882 (Marc Ferrez_Colección Gilberto Ferrez_Acervo Instituto Moreira Salles)

Quitandeiras em rua do Rio de Janeiro, 1875 (Marc Ferrez_Acervo Instituto Moreira Salles)
A Glória, vista do Passeio Público, Rio de Janeiro, 1861 (Revert Henrique Klumb_Acervo Instituto Moreira Salles)
Fonte:www.curiosidadesterra.com

ATENÇÃO: Professor Petrucio Ferreira desabafa em seu perfil pessoal.

Segundo ele o Deputado estadual Vivaldo Costa está espalhando o medo e levando a informação a população que se o candidato ao governo do estado Henrique não vencer o Hospital do seridó fechará as portas,segue abaixo o desabafo!



Aos amigos,

Hoje, à noite, ao chegar em uma determinada cidade da região do Seridó para exercer o meu papel enquanto docente, eis que um popular me para e pergunta: Professor, se Henrique perder a eleição o Hospital do Seridó fecha? Eu prontamente disse: Não! Ele disse: Pois, o deputado Vivaldo Costa deu uma entrevista na rádio aqui e disse que se ele perdesse o Hospital fechava. 

Convidei-o a refletir comigo, disse amigo vamos pensar juntos: O senhor ainda acredita em curral eleitoral? Ele disse: Não! Eu falei, pois bem, vejamos: Eu aprendi com os meus poucos anos de estudo que MENTIR é feio, porém, como devo respeito aos mais velhos gostaria de lhe dizer que o Hospital do Seridó é mantido pelos Convênios com planos de Saúde e pelas AIHS (Autorização de Internação Hospitalar) e não é governador que fecha ou abre o Hospital do Seridó, são os procedimentos realizados no hospital que o mantém.

 Diante desta explicação, fico eu me perguntando, em pleno século XXI, querer enganar o povo para se manter na política e fazer do hospital o seu curral eleitoral, é automaticamente chamar o povo de burro? É uma pena, mas, a nossa cidade não se desenvolve enquanto não tivermos coragem de dá um basta nesse velho coronelismo criado por pessoas de políticas públicas que consideram um serviço de direito do povo uma bem feitoria. 

Seja livre, vote em quem você acha que vai fazer algo de bom pela sua cidade, sua região e seu estado. Não vote porque alguém lhe consultou no hospital de A, B OU C, voluntariamente, ele não faria isso. 

Aqui fica a grande pergunta diante de um estado de indignação desse, por que será que não deixaram o hospital ser municipalizado? Será que estavam com medo de perder o reduto eleitoral? Ou não teriam mais ferramentas para chantagear o povo? Fica o registro do meu voto de Repúdio a uma situação constrangedora dessa.




Meteorologistas alertam que baixa umidade do ar faz aumentar a sensação de calor


O período que vai de outubro a dezembro costuma registrar as temperaturas mais elevadas no Rio Grande do Norte. 

Contudo, este ano, meteorologistas alertam para outro fator climático que tem se apresentado: a baixa umidade do ar, que faz com que o desconforto, sobretudo respiratório, seja maior e leve a sensações como de secura na garganta e lábios rachados.

20/10/2014

Conheça o bizarro verme-aveludado, capaz de espirrar um líquido para imobilizar suas presas

A criatura bizarra da semana é o verme-aveludado. 

Bom, os vermes-aveludados, já que existem mais de 100 espécies desse verme, com suas perninhas atarracadas, seus “canhões” que disparam um lodo imobilizador e suas mandíbulas desagradáveis que conseguem atravessar até a casca de artrópodes.

Esse animal, apesar de ser um verme, é tão distante de algo como a minhoca comum que até tem um próprio filo, o Onychophora.

Com um corpo mole que varia de 1,30 a 15 centímetros de comprimento, esses bichos são caçadores implacáveis, para não mencionar excelentes sobreviventes – eles passeiam pela Terra há quase tanto tempo quanto animais terrestres existem.

“Eles evoluíram durante o período Cambriano, aproximadamente 540 milhões de anos atrás, de um grupo marinho chamado de lobopódios”, disse o biólogo Ivo de Sena Oliveira, da Universidade de Leipzig na Alemanha. “Apesar do seu aspecto frágil, vermes-aveludados foram capazes de superar várias mudanças geológicas, climáticas e de vegetação até hoje”.

Ferozes

Essa capacidade de sobrevivência do verme-aveludado não é surpreendente quando se considera as armas que ele tem à sua disposição.

Em ambos os lados da sua cabeça, ficam “canhões” – membros modificados – ligados a um reservatório de lodo feito de proteínas. Em questão de milésimos de segundo, o verme pode disparar esta lama em uma presa até 20 centímetros de distância, como o Homem-Aranha lança sua teia. Quanto mais a vítima luta para libertar-se do lodo, mais presa fica.


Na boca, o animal possui um par de mandíbulas, cada uma com duas lâminas e um grande dente de foice. Essas lâminas se parecem com as garras que possui em cada perna. “A musculatura associada à mandíbula é enorme e complexa e pode ter evoluído para quebrar o exoesqueleto duro de suas presas”, explica Oliveira.

Ou seja, o verme imobiliza seu alvo com o lodo e faz um pequeno furo em seu exoesqueleto usando suas mandíbulas, para em seguida injetar uma saliva digestiva em seu corpo e sugar os tecidos pré-digeridos.

Se comer as presas é fácil, achá-las é mais ainda. Esses bichos são “máquinas sensoriais”. Não só eles têm olhos que provavelmente lhes proporcionam visão monocromática, como também utilizam suas antenas para farejar substâncias químicas e alterações nas correntes de ar.

Além disso, seu corpo inteiro é coberto com papilas dérmicas, que dão ao verme sua textura aveludada. A maioria dessas papilas tem cerdas que complementam as antenas no processamento de correntes de ar. De maneira geral, os cientistas especulam que estes animais têm uma boa percepção do ambiente ao seu redor.

Como todos os tipos de outros invertebrados, os vermes-aveludados têm esqueletos hidrostáticos que apoiam o seu corpo não com osso, mas com fluido pressurizado. Eles não só podem contratar seu corpo para caber em espaços apertados, como, “em uma situação especial, como escapar de alguma coisa, eles podem ‘galopar’”, explica Oliveira.

Isso só é possível porque a pressão hidrostática pode ser eficientemente direcionada para qualquer parte do corpo, utilizando a musculatura desenvolvida.

Amor de pele

Quando se trata de amor, os vermes são bastante criativos – também, pudera, tiveram milhares de anos para testar diferentes posições.
Os machos costumam liberar feromônios, mais ou menos como usar uma colônia, para atrair as fêmeas.
Na maioria das espécies, dois vermes acasalam emparelhando suas aberturas genitais, com o macho transferindo um pacote de esperma chamado de espermatóforo diretamente no corpo da fêmea.

Outras espécies possuem abordagens mais bizarras, no entanto, como algumas variedades australianas que desenvolveram órgãos especializados na cabeça com os quais o macho pode colocar espermatóforos na abertura genital da fêmea.

Segundo Oliveira, machos de alguns vermes-aveludados chilenos ainda podem colocar espermatóforos em todo o corpo da fêmea, que então é capaz de absorvê-los através da pele. Isto é conhecido como inseminação dérmica. 




Policiais federais de todo o Brasil farão greve de 72 horas a partir de quarta-feira



Policiais Federais de todo o país vão fazer greve a partir de quarta-feira.

Inicialmente uma paralisação de 72 horas, que não atingirá o domingo de eleições.
Amanhã à noite, os policiais federais do Rio Grande do Norte farão um ato em frente ao SINPEFRN.

Segundo a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), os agentes, escrivães e papiloscopistas federais se sentem desprestigiados, com salários congelados há seis anos.


A carência do ser humano do futuro.

Desde os primórdios da humanidade, nós seres vivos de todas as espécies temos como padrão inconsciente a necessidade de aproximação e contato entre iguais. Somos relacionados por uma ligação afetiva e de parentescos que nos leva a união de espécies iguais ou parecidas.

Começando com o antigo homem das cavernas até as pessoas da atualidade, todos somos carentes o bastante de procurar por pares da mesma origem, para conviver em união ou somente por ter um relacionamento de sociedade. Assim nasce a vontade de nos entreter e comunicar com nossos semelhantes.

A igualdade entre seres sempre foi e sempre será, algo que está fora do domínio da inteligência e do campo da racionalidade humana. Estamos sempre buscando essa aproximação, mas sem levar em conta alguns detalhes do que estamos encontrando.



É algo do tipo que encontramos sem saber que estávamos procurando, mas guardamos e ficamos com essa situação confortável. Paralelamente no campo da inteligência, isso fica claro pois conforme vamos conhecendo e nos aproximando dessa semelhança, ficamos mais confortáveis e seguros com a situação.

Saltando a história para a atualidade de hoje, dos tempos de smartphones, gadgets, e internet liberada, a situação continua no mesmo ritmo com os nossos semelhantes.

A internet, a partir do surgimento de blogs, bate-papos, e sites de relacionamento, fez explodir um novo modelo de relacionamento, ou um novo modelo de se relacionar com as pessoas de forma “sem contato” onde todos desse ambiente, estavam se encontrando e se conhecendo porém sem se ver no mundo real.

Essa ideia do mundo abstrato de relacionamento, é algo intrigante e curioso, pois o ser humano se mostra capaz de demonstrar evoluído mas sem pensar na essência afetiva da semelhança.

Sistemas de reconhecimento de voz, facial e se casos, faz parte do ambiente abstrato de sentimentos humanos capazes de nos fazer pensar como pode ser a relação da afetividade sem a presença real de outro ser igual a nós.

Para responder a essa situação, a inteligência artificial evoluiu nos últimos anos ao ponto de criarmos sistemas que interagem com seu usuário, fazendo perguntas, propondo situações, e por que não demonstrando sentimentos. Não acredita? Pois é, uma máquina que promete curar a carência humana ou o problema da solidão, ou aquele dia que você se sente fora do aquário.

Sistemas de inteligência artificial trabalha com informações pré-carregadas de acordo com a própria alimentação de dados do seu criador, e a partir de algoritmos que absorvem esses dados e criam novos fatos, é gerado uma base de conhecimento onde o sistema se alimenta e assim entrando em uma ciranda de informação, agregando mais dados, e mais casos. Desta forma, a impressão que temos é que as respostas que buscamos estão intrínsecas nas perguntas que fazemos.

Quando o ser humano seria capaz de imaginar, se relacionando com um sistema que interage de acordo com as nossas próprias informações que damos. E assim criar uma situação confortável de sanar nossas carências afetivas.

Não podemos gerar mais conflitos de relacionamento, discussões com nossos parceiros, problemas do dia a dia que nunca se acabam, pois agora com a inteligência artificial essas situações serão resultados da nossa própria vivência e causa de existência.

Aguardem para uma situação mais distante e não humana de modelo de relação, ou seria a criação de mais um novo modelo de relacionamento: homem x máquina?





Matéria de oartigo.com.br

O que é o ebola, e por que uma epidemia global é muito menos provável do que você imagina

Durante meses, a terrível epidemia de ebola devastou centenas de vidas na África. Ainda assim, ela estava contida em apenas três países. 
No entanto, um americano infectado foi transportado para os EUA, e outra será levada em seguida. É a primeira vez que o país  e o continente americano

 recebem alguém com o vírus. E de propósito! Teve gente com medo, teve gente indignada  mas contrair o vírus é mais difícil do que você imagina.

A febre ebola é bastante letal se você a contrair: nesta epidemia mais recente, 55% dos infectados morreram. E não há cura, apenas vacinas e soros experimentais. Isso pode assustar, mas a chance do ebola se espalhar  seja nos EUA, seja no Brasil é tão incrivelmente baixa que isso é quase uma impossibilidade.

Ainda preocupado? Então vamos dar uma olhada em como o ebola se espalha, e na tecnologia existente para impedir isso.

O que é ebola

A febre hemorrágica ebola é uma doença causada pelo vírus ebola. Ela causa sintomas como febre, dor de cabeça, dores nas articulações, perda de apetite, dificuldade em respirar e inflamação na garganta. Nos estágios avançados, é comum haver diarreia, vômitos e sangramentos internos.

A doença apareceu pela primeira vez em 1976, no Sudão e no atual Congo, em uma vila próxima ao rio Ebola  daí seu nome. Acredita-se que o vírus foi transmitido à população humana por morcegos-da-fruta, após contato direto de pessoas com o sangue, secreções ou órgãos de animais infectados.

Como o vírus ebola é transmitido

Ao contrário do vírus da gripe, o ebola não sobrevive bem fora do corpo. Ele só pode se espalhar através do contato direto com fluidos corporais, geralmente sangue ou fezes – algo que a maioria das pessoas tende a evitar. O ebola também não é contagioso durante o período de incubação, que dura 21 dias. Ou seja, você só pode pegar o vírus de pessoas que já aparentam estar doentes. Sim, os sintomas são vagos e semelhantes à gripe, mas enquanto você evitar o tipo errado de contato com alguém que esteja visivelmente doente, não haverá problemas.

Como o ebola só pode ser transmitido dessa forma, as pessoas com maior risco de contrair a doença são funcionários de hospital e os familiares de pacientes. De fato, vários médicos e enfermeiros na África ficaram doentes após cuidarem de pacientes de ebola. (Profissionais de saúde na região vêm abandonando postos de trabalho por medo da doença.) Mas os EUA têm instalações e equipamentos avançados para proteger os funcionários, então levar dois pacientes representa um risco mínimo.

Por que aconteceu uma nova epidemia na África

A OMS (Organização Mundial da Saúde) afirma que, desde fevereiro, o ebola já matou 729 pessoas na África e infectou outras 1.323, especialmente em Guiné, Libéria e Serra Leoa. A doença nunca matou tantas pessoas antes, e acredita-se que práticas sociais e culturais estão ajudando a propagar o vírus.

Em geral, as pessoas infectadas se recusam a procurar ajuda médica para o ebola  os hospitais não têm funcionários o bastante para cuidar dos pacientes  e preferem recorrer a curandeiros. Quando chegam ao hospital, os pacientes geralmente já estão em estágio avançado da doença  na qual a taxa de mortalidade chega a 90%  e raramente saem vivos, aumentando a desconfiança quanto ao tratamento.

Pior: a tradição para sepultar os mortos nessas comunidades envolve tocar no defunto ou banhá-lo, ajudando a doença a se propagar. Médicos recomendam que os familiares não cuidem da pessoa infectada, e não sigam essa tradição caso ela venha a falecer, mas os habitantes não confiam neles. Na verdade, algumas comunidades acreditam que a doença é transmitida pelos médicos que chegam à região para ajudar.

O que está sendo feito para conter a epidemia

Como explica o New York Times, “a única maneira de conter o surto é isolar cada paciente infectado, rastrear todos os seus contatos, isolar os que ficarem doentes e repetir o processo até que, finalmente, não haja mais casos”.

A Libéria fechou a maior parte das suas fronteiras por terra, e diz que testará todos os passageiros do aeroporto internacional de Monróvia por sinais da doença. O país também fechou as escolas, colocou os funcionários públicos não-essenciais em licença compulsória de 30 dias e pediu o envio de forças de segurança para combater o surto.

Serra Leoa, por sua vez, decretou estado de emergência: prometeu colocar os epicentros da doença em quarentena, e vai revistar casas para encontrar pessoas infectadas. Libéria, Serra Leoa e Guiné fecharam o acesso a suas fronteiras em comum  são países vizinhos.

A Nigéria só teve uma fatalidade (um americano que trabalhava na Libéria), mas também está se prevenindo: vai analisar passageiros vindos dos países sofrendo com a epidemia. As companhias aéreas Asky e Arik Air suspenderam os voos de e para Serra Leoa e Libéria, enquanto a Emirates suspendeu seus voos para a Guiné.

Entidades internacionais também vão ajudar. A OMS anunciou um plano de US$ 100 milhões para levar mais médicos e suprimentos à região afetada. Os EUA vão enviar pelo menos 50 especialistas em saúde pública para a região.

Como transportar um paciente com ebola

Na semana passada, um avião fretado do CDC Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA  voou com destino à Libéria, onde ele foi buscar os americanos. Este não é um jato comum: o Gulfstream III está equipado com um Sistema Aeromédico de Contenção Biológica, uma tenda que isola o paciente do resto da tripulação de voo. Ele é assim:


O jato consegue viajar dos EUA até a África em apenas 12 horas com uma equipe médica grande para cuidar do paciente. A tenda tem pressão negativa para evitar que patógenos invadam a cabine. É um dos meios de transporte mais seguros para doenças tão preocupantes como o ebola. (Nossos amigos do Jalopnik fizeram uma análise em profundidade do avião.)

Como isolar o paciente no hospital

O Dr. Kent Brantly foi o primeiro paciente com ebola a chegar aos EUA: neste sábado, ele foi transferido para o Hospital da Universidade Emory, em Atlanta. (O CDC também está sediado em Atlanta.) Nesta terça-feira, a missionária Nancy Writebol – também infectada – será levada ao país.

De acordo com o Wall Street Journal, Emory tem uma das quatro unidades de isolamento em os EUA especialmente equipadas para lidar com pacientes de alto risco. A unidade também é separada do restante do hospital, para minimizar o alastramento da doença.

Vale lembrar novamente que o ebola é transmitido através de fluidos corporais, e não pelo ar. Por isso, os funcionários de saúde não precisam usar trajes hazmat, aqueles feitos para proteger contra materiais perigosos. Eles devem, no entanto, usar um traje impermeável, máscara, óculos protetores e luvas. Após o uso, esse material é queimado.

A unidade de isolamento em Emory também previne que organismos patogênicos se espalhem pelo ar: ela usa pressão negativa para impedir que o vírus escape. O local já foi usado para tratar a SARS e, nos EUA, zero pessoas morreram por causa do vírus.
E no Brasil?
Levar pacientes com ebola aos EUA é um processo controlado e contido. Mas será que alguém poderia levar o ebola para outros países sem saber? E se isso acontecer, o que fazer?
A infectologista Otília Lupi diz ao Fantástico, da Rede Globo, que “tem uma chance grande da gente ter casos” no Brasil, mas descarta uma epidemia: “a gente não precisa ficar tão assustado assim”.

Médicos da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio, dizem que nossa rede de prevenção e contenção de epidemias está entre as melhores do mundo. Lupi diz que “a gente tem uma estrutura que é capaz de vencer esse desafio”, e lembra mais uma vez: o vírus requer contato físico para se propagar  o contágio não acontece pelo ar.

Na África, sem uma infraestrutura adequada, a situação é realmente assustadora. O continente não consegue lidar sozinho com a epidemia, e o estigma contra funcionários de saúde dificulta ainda mais o tratamento de pacientes. Será necessário um esforço contínuo para conter o ebola mais uma vez.




Fonte(s): Time, CBS News, Gizmodo

Foto de Padre Marcelo bastante magro causa polêmica e preocupa fãs


último final de semana, aconteceu a festa do Círio de Nazaré, em Belém do Pará. E uma foto que está circulando pela internet vem causando preocupações nos fãs do padre Marcelo Rossi, por conta de sua magreza.

Já nesta sexta-feira (17), no programa “A Tarde é Sua”, da RedeTV!, Sônia Abrão falou sobre a depressão que ele sofre e os quilos que perdeu ao longo dos últimos anos. As imagens também foram publicadas na página oficial do evento em uma rede social.
Padre Marcelo no Círio de Nazaré 2014
Ele emagreceu em 3 anos, mais ou menos, de 35 a 40kg. Todos sabem, ele mesmo já falou, que ele sofre de depressão, mas mesmo assim, ele é forte e continua fazendo suas obrigações. Com sua fé ele vai adiante, cumpre sua agenda de fé e está prestes a lançar mais um DVD”, falou a apresentadora, tentando tranquilizar os fãs do padre Marcelo.

No final do ano passado, ele concedeu entrevista exclusiva ao “Fantástico”, onde relatou já ter sofrido de anorexia, ter feito dietas malucas e seu quadro de depressão.

“Era só alface e hambúrguer. Imagina seis meses fazendo isso. Eu sou um desses loucos que caiu nessas dietas malucas. Infelizmente exagerei. As pessoas falavam que estava muito magro, e eu não acreditava”, disse à atração.



Na Telinha

Caso Varginha - Militar reformado faz novas revelações

Em 08 de abril de 2014, publiquei aqui, uma matéria onde o ufólogo Arthur Sérgio Neto fez novas revelações sobre o Caso Varginha em uma palestra. Ele entrevistou uma testemunha militar do caso Varginha, segundo a testemunha, havia dois seres vivos em cativeiro, comendo folhas de eucalipto para sobreviverem. O depoente foi parceiro militar de Marco Eli Chereze, militar falecido por infecção generalizada após ter contato com um dos seres.

Porém muita gente reclamou, e com razão, da qualidade o vídeo, principalmente do áudio que estava realmente péssimo. Então, atendendo a pedidos, legendei o vídeo nas partes que são difíceis de se entender, pois o vídeo é uma gravação de uma gravação.

Agora é possível entender mais tranquilamente tudo o que a testemunha militar fala.



Matéria www.etseetc.com

Serial Killer que assassinou 39 pessoas em Goiânia perguntou se podia matar outros presos

Vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, apontado como o autor de 39 mortes em Goiânia

O vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, apontado como o autor de 39 mortes em Goiânia, disse aos policiais na madrugada desta segunda-feira (20) que “está com vontade de matar”, segundo revelou o delegado Eduardo Prado. O jovem segue preso, sozinho, em uma cela da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc).

“Ele perguntou para os agentes que se matar algum indivíduo dentro do presídio se ele responderá criminalmente por isso. Muito estranha a atitude e as conversas desconexas que ele vem falando”, diz Prado.

Durante a madrugada, Tiago leu 40 revistas, fato que chamou a atenção da polícia. “Outra coisa curiosa é que ele lê de trás para frente de forma rápida, como se fosse dinâmica, lendo de forma alta”, pontua o delegado. Prado disse ainda que o motociclista pediu bebida alcoólica na cela, mas que não foi atendido.

Conforme o delegado, Tiago precisa de ser monitorado a todo momento. “A nossa preocupação é com a observação constante dele na cela. Ele não tem amor próprio, já tentou suicídio. Constantemente, quando eu estou na sala, ele pede para levar fio dental para ele. Na Hora que pergunta se é para suicidar ele dá uma risada sarcástica”, relata Prado.

O delegado alerta que, quando o suspeito for encaminhado a uma penitenciária, ele precisará de atenção redobrada. “Com certeza, quando encaminharmos ao presídio, a direção do sistema prisional irá ficar atenta a essa situação para ter um controle mais metódico da situação em relação a esse indivíduo, que é realmente de alta periculosidade”, afirmou.

Ainda não há previsão da transferência do vigilante, segundo a polícia.




G1